segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Não tem sido fácil

Tenho me sentido feia, gorda, preguiçosa, cansada, acomodada. E acho que tudo isso só vai passar quando tiver filhos de novo.
Eu sei que é errado mais parei minha vida esperando pela maternidade, por opção minha mesmo.

Meu rosto está horrível, cheio de espinhas, só que não adianta querer tratar agora, teria que tomar anticoncepcional e usar produtos que seriam incompatíveis com o tratamento para engravidar e com uma gravidez.

Desde que comecei a tentar engravidar já engordei 15 kilos, mais como se consegue emagrecer com tanta ansiedade? Sempre tento iniciar um regime, parar de comer bobeira, e logo me pego pensando na mesma desculpa esfarrapada "depois que tiver nenê de novo aí emagreço tudo de uma vez" e com isso aff! estou gorda até hoje rsrs

Eu luto para ser mãe com todas as minhas forças físicas, já passei muiiiito mal, muiiiita dor e passarei tudo de novo se for preciso. Só que psicologicamente estou sempre contra mim mesma, tenho um sentimento estranho de que será que vou mesmo conseguir, será que Deus vai me dar essa graça.

Como posso fazer o possível e o impossível para tentar engravidar e ao mesmo tempo achar que nada do que eu faça vai adiantar, que não vou conseguir, que todo mundo que tenta vai conseguir menos eu.
Será que sou só eu que me sinto assim? Será que outras mulheres que também já sofreram com a infertilidade e fizeram FIV e hoje têm seus filhos também se sentiram assim?

Era estranho, enquanto eu estava grávida tinha muito medo de perder, não aproveitei minha gravidez, não comprei nem uma peça de roupinha de bebê, tudo pelo medo de perder e sofrer. Não adiantou nada, perdi e sofri do mesmo jeito.

Um dia minha chefe falou sobre alguma coisa que ía acontecer em dezembro e que eu estaria de licença gestante, eu falei: será que vou mesmo estar de licença?
Hoje me pergunto será que eu fiz uma profecia negativa pra mim mesma, será que estava adivinhando meu destino, ou foi só uma infeliz coincidência? Nunca vou saber.

A única coisa que sei agora, é que vou pelo menos tentar pensar positivo, desejar positivo, lutar e acreditar que vou ser mãe novamente, aproveitar cada momento da minha nova gravidez quando eu conseguir. Quem sabe assim eu atraio coisas boas e tudo dá certo, tenho que ter Fé.
Já que vivo pela maternidade ao menos vou tentar viver confiante, esperançosa, não quero me tornar mais amarga do que já sou.

Desculpem pelo desabafo, é que o dia de retomar o meu tratamento está chegando, e como sempre fico mais ansiosa e insegura do que já sou.
E desta vez pra piorar ainda vou ter que lidar com sentimentos novos, de culpa e remorso, por estar tentando ser mãe de novo sendo que perdi meus bebês há apenas 6 meses, mais quando bate esses sentimentos penso logo em Deus e me sinto mais tranquila, pois ele conhece bem meu coração, sabe do meu sofrimento e do meu intenso desejo de ser mãe.

Bjs a todas, espero que tenham passado um bom Natal.

8 comentários:

  1. Querida vc está falando de mim ou de você???rs
    Tudo isso que você descreveu passa por minha cabeça todo santo dia... Mas, tenho fé que a nossa hora irá chegar!!! Bjos bjos

    ResponderExcluir
  2. Faço minhas as suas palavras!
    Quem ama nunca desiste, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência. I Corintios 13:7
    A sua hora via chegar, e a minha também!
    Beijos e boa sorte!

    ResponderExcluir
  3. Minha querida...você pode não acreditar, mas sei exatamente o que você ta sentindo.
    Mas agora que já fazem 6 anos que perdi o meu, penso que tudo foi aprendizado.
    Não fica chateada comigo, por favor, mas preciso te dizer uma coisa: tenta tirar esse sentimento negativo da tua cabecinha! Eu sei que é difícil, eu sou muito parecida com você! (quase igual rsrs). Me identifiquei muito com a tua história. Pareço estar revivendo a minha.
    Mas confio que serás mais forte do que eu e conseguirás superar esse "trauma" (eu me senti traumatizada...talvez não seja bem essa a palavra). Mas amiga, pensa positivo. Deus quer sim que sejas mamãe. Ele até já te deu este gostinho para saber se você quer realmente! E você quer! Você amou imensuravelmente seus bebês! E sempre os amará! O destino deles estava traçado na mão de Deus. Eles vieram, te fizeram mamãe, mas não tinham mais nada a cumprir aqui. Era o que lhes cabia!
    Um vez me disseram isso enquanto eu buscava explicações; só fui assimilar tempos depois e hoje acredito também. Ao contrário do que muitas vezes pensamos, fomos agraciadas por Deus, não castigadas!
    Que pureza tinham nossos bebês, que seu ciclo de vida era somente até nossos ventres! Não tinham nada a pagar aqui nesse mundo!
    Talvez nós tivessemos que aprender algo (aprender-não ser "castigadas" ); talvez nós tivessemos sendo testados pelo Senhor. Será que nos virariamos contra Ele? Desistiriamos?
    E amiga, não sou evangélica, mal e "poucamente" católica; minha religião é Deus!
    Mas te digo, leia a Biblia, se você gosta, claro. Eu me encontrei lendo a Bíblia. Talvez você não entenda de começo, mas com o tempo Deus vai guiando nossos dedinhos a abrir onde precisamos ler. Impressionante. Tomara que você goste.
    No começo, quando a recem tinha perdido meu bebÊ, nada dava certo pra mim. Me revoltei. Reneguei meu Deus. Achava que era uma punição. Custei a entender.
    Quria tanto que alguém tivesse me dito o que te digo hoje; mas só me olhavam com pena. E isso me matava, me aprisionava. Queria viver escondida.
    Hoje eu sei os planos do Pai pra mim. Sinto com todo meu coração.
    E você também saberá. Foste duplamente abençoada! E será novamente!
    Eu não estaria aqui falando isso tudo pra ti, em pleno expediente de trabalho - rsrsr- se não fosse a vontade Dele.

    Querida, desculpa o enorme comentário.

    Um grande beijo pra você!

    Que 2012 seja o nosso ano ! Novamente!

    ResponderExcluir
  4. Sil!! Que maravilha nós duas juntinhas!
    Deus seja louvado!
    Eu não te disse que não nos encontramos por acaso?
    Ainda vamos comemorar juntas!
    Se Deus quiser...E Ele há de querer...sabe do nosso desejo, dos nossos sofrimentos, sabe que mesmo assim temos fé Nele...
    Um abração para você!!!!

    ResponderExcluir
  5. Sil, estou te seguindo. Li o seu post e me identifiquei. Quando tive meu aborto (na noite que antecedia meu aniversário) tive uma sensação de impotência, depois culpa e por último esperança e é essa esperança que me faz querer cada dia mais ser mãe. E engordar tb faz parte... eu desde Abril até agora engordei 11 quilos, (ai que raiva)... saiba que não está sozinha e que todas juntas vamos conseguir nossos positivos. Entre no meu blog. bjos e ótimo 2012!

    ResponderExcluir
  6. Sil, cheguei hoje ao seu blog através de um comentário seu no blog da Tati que sigo. Espero te acompanhar agora esse novo tratamento e com fé em Deus lhe dará o bebê tão sonhado.

    grande beijo

    ResponderExcluir
  7. sil... tb me sinto assim: feia, gorda....e com a vida parada. Desde que comecei a tentar engravidar já ganhei 10 kg difíceis de eliminar, pois é tanta ansiedade que acabamos descarregando em doces e comilanças... Mas tb depois que tomei os homônios da FIV, vivo inchada... tenho muita retenção líquida!
    Agora mais uma vez estou tentando controla r a boca e estou fazendo caminhadas para ver se consigo ajudar na circulação! Espero que melhore!
    Temos que manter a fé, amiga!!
    Fé que a nossa hora há de chegar!!
    Bjinhos, Rê

    ResponderExcluir
  8. Oi amda, tbm me sinto um pouco como vc, eu fiz um tratamento pra endometriose engordei 8 quilos, e tbm tenho espinhas até hoje!! e isso que já terminei o tratamento a 9 meses... e tudo oque vc sente acredito que todas nos sentimos tbm, esse negocio de vida de tentante é brabo, mas vc é uma pessoal muito especial pra Deus e ele está do seu lado, essa fase vai ficar pra trás... fica bem amada...

    ResponderExcluir

Total de visualizações de página